DICAS PARA CORRER NO FRIO

Dicas para correr no frio

Sabemos que dias frios  costumam ser desanimadores para a prática de exercícios ao ar livre. Mas com algumas dicas é possível manter o ritmo e se proteger de resfriados, hipotermia e até mesmo evitar lesões.

É mais difícil começar um exercício físico em baixas temperaturas, ainda mais  se for bem cedo, mas depois de um período de adaptação do corpo às novas temperaturas, os incômodos costumam a diminuir.

Vamos a algumas dicas:

1 – Mantenha-se motivado.

Marque com alguém para realizar a corrida ou caminhada junto com você, com esse compromisso fica mais difícil que você ou ela desista de ir, afinal, ter companhia para exercitar-se tem muitos benefícios, veja aqui os benefícios de treinar com uma assessoria esportiva.


2- Realize um bom aquecimento.

Realize um aquecimento antes mesmo de sair de casa, durante o aquecimento é que ocorre a preparação dos músculos, tendões, ligamentos e articulações.
além disso vale lembrar que a elevação da temperatura corporal diminui e muito as chances de lesão. Outro risco de não realizar um bom aquecimento é a hipotermia, que é quando a temperatura central do corpo está abaixo de aproximadamente 35º C.
Portanto não deixe de realizar um aquecimento antes de sair principalmente nos dias frios.

3- Alongamentos não são bem-vindos!

Realizar alongamentos antes do exercício físico não é uma boa idéia, isso porque em baixas temperaturas os músculos ficam em uma contração mínima, mesmo que muitas vezes sutil. Nesse cenário, um estímulo de flexibilidade na musculatura pode causar lesões no praticante.

Dê preferência ao aquecimento ativo, movimentando as articulações e usando os músculos com baixa intensidade, porém se você se sente muito bem com os alongamentos antes do treino, faça primeiro o aquecimento ativo.
Isso pode evitar lesões.

4 – Alimentação e hidratação.

Temperaturas mais frias pedem alimentos mais encorpados, e muitas vezes comemos até mais do que estamos habituados, além disso no frio geralmente bebemos menos agua, e essa alimentação inadequada junto com a falha na hidratação pode afetar seu treino e seu desempenho, portanto evite exageros alimentares e fique de olho na coloração e cheiro da urina(ela deve estar sempre mais clara e sem odor forte).

5 – Horário de treino.

Tem muitas pessoas que não conseguem sair cedo da cama no frio para exercitar, se for seu caso procure horários alternativos, como horário de almoço.
Se prefere treinar no início da noite, invista em roupas fluorescentes e em itens que contenham refletivos.
Isso auxilia os motoristas te notarem com maior facilidade podendo evitar acidentes, outra dica para enfrentar o frio é se possível iniciar o treino a favor do vento.    

6 – Respiração.

Tente puxar o ar pelo nariz sempre que possível (mas pode usar a boca também). A estrutura do nariz permite que o ar entre mais limpo, quente e húmido nos pulmões quando comparado com o ar que entra pela boca.
Infelizmente em treinos mais intensos, isso fica inviável, mas serve nos períodos mais leves e de descanso, sempre na medida do possível.
Veja em nosso blog: Como respirar na corrida.


7 – Vestuário.

É comum encontrarmos corredores que correm no inverno ou no verão com a mesma t-shirt de cavas.
Claro que a maioria não procede assim e corre devidamente agasalhado no inverno.
O que não pode faltar na sua gaveta para se proteger do frio: Gorro, Luvas, Buff, Corta-vento, Calça, legging e Meias de compressão.
Assim que concluir seu treino procure tomar um banho e manter-se aquecido.

Pronto agora respire fundo e vamos correr!

Comments are closed.